NoIndex Link

Casa Cor Ceará – 18ª edição

1

A Casa Cor Ceará chega a sua 18ª edição e traz para os visitantes ideias e soluções de 56 grandes nomes das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo, em um diálogo perfeito entre passado, presente e futuro. Inspirado nos 290 anos de Fortaleza, celebrados em 2016, o evento aconteceu na histórica Casa do Barão de Camocim, uma das obras arquitetônicas mais antigas e luxuosas da cidade, tombada pela Prefeitura de Fortaleza desde 2007. Um dos principais legados da Casa Cor este ano foi o de valorizar um dos maiores patrimônios da nossa gente, que será entregue em condições favoráveis de uso para abrigar a nova programação cultural da Vila das Artes, instituição de formação em artes, apoio à produção, incentivo à pesquisa e difusão cultural – tudo a ver com o compromisso da Casa Cor ao longo de todos esses anos de reforçar não só a arquitetura, mas também a nossa própria cultura.


O público teve a oportunidade de ver de perto 35 ambientes exclusivos, em uma ampla área de visitação, que contou com a utilização dos dois andares do palacete e da área externa, totalizando 3.415 m² de requinte e criatividade. Muitos profissionais, inclusive, fizeram questão de manter o charme e a elegância da arquitetura original  do prédio, além de tirar partido de objetos pessoais, entre móveis, obras de arte e fotografia, que foram cedidos pela família, mas sem abrir mão da personalidade, em uma profusão de estilos. Trata-se da melhor maneira de reafirmar a importância da nossa história, a partir do resgate ao passado, mas atentos para as novas tendências, mostrando a força da arquitetura e do design local. Confira a seguir todos os ambientes da Mostra.


Hall de entrada. Concebida para surpreender o público da Mostra, a entrada da Casa foi assinada por Sergei de Castro, que imprimiu um toque de criatividade em todos os detalhes da decoração.

De cara, o visitante se surpreende com o lustre multicolorido como peça central, guiando o olhar para dois recantos, com mobiliário de design em meio a pinturas e esculturas, além de duas obras com paisagens tropicais que remetem ao período colonial. Um diálogo perfeito entre passado e presente.

Fornecedores: Lúmens Light, White Stone e Galpão D.


Sala de Estar. Em respeito à originalidade da edificação da Casa do Barão de Camocim, Érico Monteiro optou por interferir minimamente na estrutura da sala, criando, assim, uma estética única, trazendo para a arquitetura clássica elementos do estilo contemporâneo.


A exemplo do mobiliário de design, que convive harmoniosamente com o piso original do palacete e as amplas janelas em arco, com bandeirola em madeira vazada, tão características da arquitetura cearense do século XVIII. A iluminação, por sua vez, enfatiza toda a nobreza deste espaço tão cheio de memória e história, ressaltando tanto os objetos de valor sentimental como também as obras de artistas brasileiros, como Maurício Coutinho, Rian Fontinele, Túlio Paracampos, Leonilson, Gabriel Wickbold e Florian Raiss.


Já a paleta de cores, que varia entre o branco, o bege e o marrom, reforça a sensação de acolhimento deste ambiente que é uma verdadeira representação artística do que é morar com elegância e conforto.

Fornecedores: Adroaldo Tapetes do Mundo, Home, Lúmens Light, Galeria de Arte Contemporânea Mariana Furlani.

Biblioteca. O respeito com a memória, a história e a arquitetura do belíssimo palacete norteou todo o projeto assinado por Roberto Pamplona Jr., o qual chamou atenção dos visitantes, desde o primeiro olhar, os ornamentos nas paredes, as esquadrias e a bonita paginação do piso original em tacos de madeira. Estantes repletas de livros, muitos encapados com linho branco e tecidos brocados dourados, convivem com outras peças antigas e fotos em p&b de cidades europeias por onde o Barão viajou.


Para dar sensação de amplitude, um espelho foi usado para revestir toda a parede da lateral. Já os portraits do Barão e da Baronesa, com molduras clássicas – cedidos pelos familiares especialmente para a Casa Cor Ceará 2016 – completam esta ambientação de forte estilo neopalaciano. Fornecedores: Agatek, Mafort e Lúmens Light.


Sala de Jantar. A arquiteta Liana Santana assinou o projeto da Sala de Jantar da Casa Cor Ceará 2016, buscando conectar, de maneira harmoniosa, os estilos clássico e moderno. A iluminação decorativa, por exemplo, é direcionada para o forro, no sentido de valorizar os traços arquitetônicos presentes no palacete histórico. Já o mobiliário, traz peças assinadas pelos maiores nomes do design nacional, como Jader Almeida e Sergio Fahrer, que ganham ainda mais destaque com a paleta de cores escolhida pela profissional, com predominância do bordô e pinceladas de dourado nos adornos e luminárias, evocando os tempos áureos da casa. A mesa de jantar semiposta, principal mobília do local, faz composição com o grande espelho de desenho exclusivo, que simula estilhaço, provocando múltiplas sensações entre os visitantes da Mostra.


Painéis em laca fazem alusão às molduras de época, porém com traços limpos e contemporâneos. Tudo isso em meio a duas belas fotografias do artista cearense Rodrigo Frota e peças decorativas de Roberto Dias, que conferem ainda mais estilo e bom gosto a este espaço pensado para aguçar todos os sentidos. Fornecedores: Empório Choça, Zara Home, Lúmens Light, Adroaldo Tapetes do Mundo, Galpão D, Desconexo Design, Dtech e Le Spec.


Sala da Família. Ellen Benevides, Beatriz Miranda, Almir Campos e Paula Campos conceberam um espaço para apresentar todo o glamour da sala principal do palacete, também como forma de homenagear a família e a história do Barão de Camocim.


Assim, o piso em madeira e o teto, com trabalhos entalhados, foram fielmente restaurados, harmonizando-se com o piano de cauda, a curiosa namoradeira, o relógio de coluna e o famoso quadro do Barão, que foram cedidos pelos descendentes que herdaram esses históricos objetos.


Bem como o imponente espelho com moldura trabalhada em madeira com pintura dourada, que serve como pano de fundo para as fotografias, registros do cotidiano e da vida do Barão e seus familiares. A atmosfera de nobreza se completa com o sofá em veludo, as obras de arte e as peças de decoração com um toque clássico. O traço contemporâneo surge na moderna estante metálica, trazendo ousadia e criatividade na medida certa. A iluminação original, com apenas um ponto central, foi substituída por diferentes focos de luz realçando objetos e fotografias. Assim, os profissionais, que fazem parte da quarta geração da descendência do Barão, mostraram ao público da Casa Cor Ceará 2016 o diálogo perfeito entre requinte, história e memória afetiva. Fornecedores: Lúmens Light, Adroaldo Tapetes do Mundo, Desconexo Design e Dtech.


Lavabo com estar. Desenvolvido pelo engenheiro civil Marcelus Caracas, o projeto para o lavabo com estar tira partido do clima histórico da Casa do Barão de Camocim, trazendo elementos nobres, como o sofá em veludo, o mármore da bancada suspensa e o espelho de inspiração clássica. Além de materiais modernos tecnológicos e sustentáveis, fazendo um rico contraponto de épocas. As texturas do piso e das paredes- um papel de parede líquido feito de algodão e seda – são um verdadeiro convite ao toque e ao olhar, em sintonia com a proposta da ambientação, que é a de incentivar o público a vivenciar e experimentar cada detalhe do espaço.


O charme também fica por conta dos quadros com gravuras modernas, peças decorativas de Roberto Dias e móveis de design, trazendo elementos únicos para este ambiente de muita personalidade e estilo, que une o passado e o presente de forma elegante e harmoniosa. Fornecedores: Lúmens Light, Agatek, Galpão D e Empório Choça.


Hall com escada. A imponente escada, original da Casa do Barão de Camocim, passou por um extenso processo de restauração, e sua estética original foi complementada pela ambientação criada pela arquiteta Mirian Bastos e pela artista plástica Emília Porto. O hall recebeu tratamento especial com novas tonalidades e iluminação para valorizar os mínimos detalhes do espaço, que se destaca pelos diferentes quadros inspirados nas cores e na própria figura da mexicana Frida Kahlo, uma vez que em 2016 também é celebrado o seu centenário.


Por isso, as cores são vivas e intensas como o estilo de vida da homenageada. Outro detalhe que chama atenção é o antigo gramofone, que no espaço se transformou em um criativo – e imponente – lustre. Assim, as profissionais trazem para o espaço uma atmosfera vibrante, que não apenas remonta aos tempos gloriosos da casa histórica e do seu passado, mas também destaca a genialidade e a ousadia de uma das pintoras mais influentes do século XX.


Fornecedores: Adroaldo Tapetes do Mundo, Holanda por Dulce Silveira e Lúmens Light.


Salão de Leitura com Jogos. Peças de antiquário convivem em sintonia com o melhor do design brasileiro e obras de arte, entre pinturas e fotografias, especialmente escolhidas por André Monte, profissional que assina este ambiente da Casa Cor Ceará 2016.


A proposta do projeto foi criar um local multiuso, com sala de TV, leitura, jogos e lounge, interligados pelo mobiliário fixo de linhas contemporâneas. A exemplo do generoso painel em madeira de traçado geométrico, que confere unidade aos espaços.


A madeira, aliás, é um dos elementos de destaque da sala, em harmonia com as cores suaves, os tecidos naturais e os tons metalizados de ouro e cobre, que criam uma atmosfera aconchegante e atemporal. Fornecedores: Lúmens Light, Adroaldo Tapetes do Mundo, Galpão D, Agatek e Home.


Saleta íntima com terraço do sol. Inspirado na personalidade de um barão do século XXI, o ambiente projetado por Carlos Zaranza apresentou aos visitantes o apreço e o bom gosto do morador pelas mais diversas frentes artísticas, do clássico ao vanguardismo, em uma profusão de estilos. Assim, as obras de arte – entre pinturas, desenhos e esculturas – e o artesanato estão em total harmonia com o toque de nobreza do mobiliário, com destaque para a cômoda em madeira com detalhes em marchetaria. Por ser um espaço de pouco mais de 20 m², o profissional privilegiou a boa circulação e a iluminação pontual, que, somada a uma base neutra, valorizou ainda mais o acervo deste local que é um verdadeiro convite ao olhar. Fornecedores: Galpão D, Lúmens Light, Empório Choça, Planneje Design de Interiores e Adroaldo Tapetes do Mundo.

Quarto das filhas. Assinado pelo designer de interiores Roger Monte, este ambiente reflete dois mundos entrelaçados pelos gostos e temperamentos distintos de duas irmãs, uma arquiteta e outra estilista, o que tornou o projeto ainda mais desafiador.

O profissional optou por móveis soltos, dispostos de forma contemporânea, para delimitar o espaço de cada uma, deixando que os objetos pessoais e material de trabalho pudessem contar suas próprias histórias.


Assim, a fashionista ganhou uma bancada de beleza estilo “camarins” e a arquiteta, uma bancada customizada. Outros elementos, como colchas, almofadas, tapetes e luminárias, diferenciam os espaços de cada uma, sem perder a harmonia da composição. Fornecedores: Lúmens Light, Planneje Design de Interiores, Adroaldo Tapetes do Mundo, Agatek, Galpão D, Contemporarte, Acal e Urban Arts.


Varanda das filhas.
O arquiteto Ney Filho buscou inspiração nos elementos que remetem às mulheres descendentes do Barão de Camocim, que um dia moraram no palacete e usufruíram da varanda, para criar um recanto repleto de memória afetiva. O espaço, que tirou partido do piso original da casa, recebeu a intervenção artística da também arquiteta Raquel Monano, que preencheu as paredes com desenhos lúdicos que remetem à infância das antigas moradoras. O toque de regionalidade na ambientação fica por conta da presença da mesa, dos bancos e das banquetas em madeira e couro, obras do Mestre Espedito Seleiro, que se complementam com o projeto paisagístico, entre vasos de barro e plantas de cheiro. O detalhe que encheu os olhos dos visitantes é o espaçoso banco “Candice”, de estrutura metálica e fibra de borracha, criação do próprio Ney Filho. Fornecedor: Lúmens Light.


Banheiro da filha. Assinado por Aline Gurgel e Franzé Gomes, o projeto teve como inspiração o estilo Luís XV, período em que surgiram as primeiras salas de banho. Os profissionais, então, partiram para uma releitura dos móveis de pegada rococó, com linhas que parecem fluir em movimento. O vermelho marca forte presença, emprestando vida ao lustre, à moldura do espelho e à bancada da pia. Os demais elementos decorativos, como a obra de arte que mistura pintura e colagem, evocam a natureza, a fantasia e reforçam a beleza e a feminilidade, traços marcantes da arquitetura e da decoração do século XVIII. Para arrematar, o espaço destinado ao banho foi delimitado por um painel com blocos de madeira, colocados de forma assimétrica – da parede ao teto – criando um interessante e criativo efeito visual. Fornecedores: Lúmens Light, Vetromani e White Stone.


Quarto do casal. A atmosfera contemporânea e inspiradora é reflexo de um local pensado para o conforto de um espaço íntimo da casa. Com isso, a arquiteta Beatriz Miranda tira partido de soluções que favorecem o aconchego, como o extenso banco, feito sob medida, ideal para pequenas refeições, para ler ou relaxar. A profissional soube explorar bem a própria arquitetura do imóvel, como o generoso pé-direito e o cordão em gesso trabalhado, elemento original da casa, assim como o piso e o forro em lâminas de madeiras maciças. Portas e janelas originais também foram mantidas, recebendo molduras mais largas e imponentes. O ponto alto do ambiente fica por conta do painel assimétrico em MDF, projetado pela própria arquiteta, criando um interessante – e belíssimo – efeito tridimensional de formas orgânicas.


Fornecedores: Lúmens Light e Desconexo Design.


Banheiro do casal. Em sua primeira participação na Casa Cor Ceará, Lidyanne Araújo transformou o banheiro em um espaço completo de relaxamento e bem-estar. A proposta da arquiteta foi trabalhar o estilo contemporâneo, com soluções para aguçar os sentidos. A profissional apostou no diálogo perfeito entre diferentes materiais, como o mármore e a madeira. Esta última, transformou-se em um generoso painel, que se prolonga da parede ao teto, ampliando ainda mais a sensação de acolhimento. A banheira ganhou, além de um desenho irregular com bancada estendida, um minijardim com iluminação indireta, passando a sensação de estar flutuando. As plantas, acomodadas em uma charmosa grade de ferro, entraram em cena para trazer mais cor e aconchego ao ambiente. Fornecedores: Lúmens Light, Vetromani, White Stone e Urban Arts.


Suíte do Armani. O designer Vinícius Ferreira uniu a profissão à sua grande paixão pelo mundo pet ao criar este ambiente. O profissional otimizou o espaço de apenas 9, 9 m², com o intuito de oferecer conforto e praticidade ao seu bichinho de estimação – o Armani, um yorkshire de dois anos – com cama, espaço para banho, que incluiu uma minibanheira, e muitos brinquedos. Um detalhe que chamou a atenção foi o closet giratório, uma solução prática e criativa do projeto.


A ambientação mesclou o contemporâneo e o clássico, a exemplo do lustre, do espelho e dos nichos em tons dourados, dando o toque de elegância e de nobreza que todo bichinho – em especial o Armani – merece. Fornecedores: Lúmens Light, Planneje Design de Interiores, Ailec e Vetromani.


Varanda do casal. Para a composição da varanda do casal, Amaury Júnior optou por manter acabamentos e detalhes já existentes da Casa do Barão de Camocim, que passaram apenas por um processo de restauro. O ambiente, por exemplo, contou com o piso original do palacete, assim como as colunas e o forro, que trazem para os dias de hoje toda a história do lugar. Como forma de ampliar ainda mais a atmosfera envolvente do espaço, foram selecionados móveis soltos, como as charmosas banquetas inspiradas no estilo provençal, criadas pelo arquiteto, e os adornos pontuais. Já o aconchego, veio graças ao uso da madeira, seja na parede, no mobiliário, ou nos nichos de formas geométricas, que assim como a prática bancada, deram ainda mais charme à decoração deste recanto feito para o relax. Fornecedores: Lúmens Light e Empório Choça.


Loft do rapaz. A inspiração do arquiteto Marçal Barros para criar esse loft, espaço independente da casa, foi a paixão pela sétima arte, a partir de uma homenagem ao cineasta cearense Karim Ainouz, que dirigiu os premiados Praia do Futuro e o Céu de Suely, entre outros longas. Assim, a ambientação conta com peças que fazem referência ao cinema, como a clássica câmera de filmagem, o refletor dos antigos estúdios – que aqui ganhou a função de luminária – e, como não poderia deixar de ser, a famosa cadeira diretor.


O profissional projetou um ambiente para atender a todas as necessidades de um jovem moderno, descolado e antenado quanto às questões de sustentabilidade, contemplando uma cozinha-bar, sala de estar e jogos, quarto, closet e banheiro. Os tons sóbrios predominam no ambiente, garantindo uma atmosfera elegante e, ao mesmo tempo, de muita personalidade, em harmonia com as peças de pegada retrô e as obras de arte cuidadosamente escolhidas pelo arquiteto, que foram colocadas, inclusive, no teto.
Fornecedores: Lúmens Light e White Stone.


Cozinha da Mamma. Rosalinda Pinheiro se inspirou no prazer de cozinhar para a família e os amigos, bem ao estilo das mamas italianas. Assim, uma grande mesa em corian no tom lilás – com tampo central removível para armazenar o faqueiro – dá continuidade ao balcão do cooktop e do forno embutido, ambos em vítreo branco, que imprimem funcionalidade, sem abrir mão do requinte. Também é de corian o aparador negro com tampo de espelho. 


A inspiração na moda italiana, em especial na grife Dolce & Gabbana, está presente muitos detalhes da decoração, com destaque para o papel de parede floral e para o mobiliário na cor dourado fosco, que estão em harmonia com o piso em mosaico hidráulico preto e branco, que é uma releitura dos ladrilhos antigos, similar ao já existente na casa. Os parapeitos dos dois arcos de entrada foram utilizados para compor jardineiras e um lavabo. Mas o grande elemento de destaque foi a coifa em formato de uma grande cebola, desenhada pela arquiteta, com hastes flexíveis em aço inox e pintura automotiva dourada.


Do lado oposto, uma estante com nichos em dourado e vinho com fundo espelhado, expõem livros, uma Santa Ceia em 3D, a imagem de Nossa Senhora customizada e lembranças de família. O resultado é uma composição impactante graças a uma profusão de texturas que se mimetizam de forma harmoniosa. Fornecedores: Candela, Misurato, Ouvidor Tecidos, Metal Comércio, Mafort, Desconexo Design, Vetromani, Dtech e Home.


Solarium. Eliana Braga e Vânia Franck buscaram inspiração na cultura árabe, mais precisamente nas tendas bérberes encontradas no Marrocos, para criar o projeto do Solarium, lugar de introspecção ou de reunião da família. Com essa ideia em mente, as profissionais criaram uma espécie de tenda ao ar livre, com pilares de eucalipto e base modulada de fácil montagem e desmontagem, remetendo à cultura nômade. O material das lonas é distinto, cabendo a parte de cima o papel de tenda reflexiva e à de baixo, hidrorepelente. No mobiliário, a beleza das cores chamam atenção, com tapetes persas e almofadas soltas com padronagens marroquinas. Aparadores no tom Azul Majorelle – que ganhou esse nome graças às cores que dão vida ao Jardin Majorelle, referência arquitetônica de um dos principais pontos turísticos de Marrakech -, colocados no limite do estar, servem de apoio para receber. Já as luminárias pendentes artesanais e de chão, ficadas no solo, deixam o espaço ainda mais agradável e intimista. O charme também ficou por conta da própria arquitetura da casa, onde a fonte, de 1880, e os azulejos originais estão em perfeita harmonia com a decoração deste recanto inspirador. Fornecedores: Lúmens Light, Adroaldo Tapetes do Mundo, Home, Desconexo Design e Contemporarte.     


Espaço Sebrae. Um lounge multiuso que alia, com perfeição, tecnologia, interatividade, mas sem abrir mão da sustentabilidade. Assim, Ticiana Sanford e Bea Carneiro desenvolveram um projeto conceitual, a partir do uso de materiais naturais e sobras industriais contracenando com acabamentos mais sofisticados. A atmosfera futurista se revela ainda do lado de fora, com a fachada que explora a assimetria dos módulos solares, além dos espelhos e dos cobogós, que serviram de suporte para plantas, em meio a uma iluminação em LED.


Ao entrar, os visitantes foram surpreendidos com a harmonia do espaço, cujo teto revestido de caixa industrial de ventilador, o patchwork de sobras de granito e o grafite existente nas paredes fazem um instigante contraponto ao mobiliário moderno e às peças de design. O verde também se faz presente, com jarros no chão, nos nichos – que exploram a assimetria – e também suspensos no teto, evidenciando a vocação ousada e criativa do ambiente.


As tramas artesanais surgem na peça de macramé que envolve a vidraça de vidro. Outro detalhe que chamou atenção foi o holograma, que, com seu jogo de luz, forma imagens de acordo com a posição do público. O resultado é um local envolvente em todos os sentidos. Fornecedores: Lúmens Light, White Stone e Granos.


Lavabos Públicos. João Ximenes, Karine Maia e Joel Castro Filho se inspiraram em suas próprias histórias para criar um projeto repleto de personalidade, com peças de família e de valor sentimental.Com área de 40 m², o local, que abrigou lavatório de luxo, estar e cabines, contou ainda com uma fachada diferenciada, com revestimento em tijolinho de aspecto envelhecido e seus nichos repletos de verde.


O clássico também se faz presente por meio do uso de peças de época, além dos cobogós, ladrilhos hidráulicos, lambris e móveis trabalhados com palhinha, resultando em um ambiente singular, que une passado e presente com harmonia. Fornecedores: Lúmens Light, Urban Arts, Vetromani e Mafort.


Garagem Renault. Idealizado para um homem solteiro, urbano e apaixonado por carros, Rosalinda Pinheiro, Géorgia Vieira e João Dias saíram do lugar comum – quando se pensa no ambiente do estacionamento – explorando a funcionalidade com muita personalidade. Composto por garagem, estar e jardim, que buscou explorar as plantas típicas da região, os espaços remetem ao estilo industrial dos lofts nova-iorquinos de 1970, a partir do uso de blocos de concreto, algodão cru e madeira, elemento que, na entrada, se destaca no teto com desenho assimétrico e em parte da parede, formando um interessante e criativo efeito visual. A atmosfera contemporânea também se destacou no local, com o uso de pastilhas de vidro, além do próprio mobiliário, construído em madeira, vidro, metal e tecido, com a assinatura de premiados designers brasileiros. A base neutra em concreto divide espaço com o amarelo vibrante, além do azul-turquesa e do vinho em objetos pontuais. Um generoso pano de vidro integra interior e exterior, deixando o espaço mais arejado e com o toque de verde.


Detalhes em macramé, esculturas feitas de sucata, do artista cearense Bento Pinto, trabalhos manuais de Roberto Dias, finalizam o espaço com arte e beleza. Fornecedores: Lúmens Light, Dtech, Vetromani e Adroaldo Tapetes do Mundo.


Praça Fortaleza 290 anos. A Praça da Casa da Cor Fortaleza, assinada pelo paisagista Thiago Borges, foi uma justa homenagem a nossa capital, maior cidade do Ceará e a quinta do País, que completou 290 anos em 2016. Um dos pontos altos do projeto foram as diversas jardineiras com bancos embutidos, posicionadas em formato geométrico, que dividiram o espaço com algumas plantas de grande porte, cujos galhos formavam desenhos inusitados, além de um espelho d’água com uma fonte incorporada numa pedra bruta. O profissional também tira partido do centenário e imponente sapotizeiro, evidenciando o caráter histórico não só da casa, mas também da própria cidade. As esculturas do artista cearense Ascal arrematam a proposta, resultando em um ambiente acolhedor, agradável e com muito verde e alegria, assim como é a nossa Fortaleza.  Fornecedores: Lúmens Light, Vetromani e White Stone.


Recanto da Baronesa.
Joana Ximenes, Karine Maia e Joel Castro Filho assinaram o projeto para o Recanto da Baronesa, uma área externa de aconchego, onde o destaque está no verde, que transmite uma atmosfera romântica e convidativa e funciona como um estar externo. A ideia é um lugar onde a baronesa poderia vivenciar momentos de introspecção, com um jardim sensitivo, rodeado pela natureza típica, entre espécies de aromas diversos e arbustos ornamentais. O charme fica por conta do caramanchão, que ganhou mais beleza com os azulejos que remetem à antiga arquitetura do palacete, além do mobiliário de design de pegada retrô. Fornecedores: Lúmens Light e Vetromani.


Espaço Criança. Assinado por Rafaela Cavalcante, este lúdico e colorido ambiente apresenta um mix de estilos sem a preocupação com conceitos pré-definidos, uma vez que seu maior objetivo é proporcionar diversão e novas experiências de descobertas e brincadeiras aos pequenos visitantes, mas sem abrir mão de aspectos como funcionalidade e segurança. O projeto foi inspirado no Espaço Mais Infância, equipamento idealizado pelo Governo do Estado e que faz parte das ações do Programa Mais Infância Ceará. Na Mostra, o local é composto por brinquedoteca e biblioteca, onde a garotada com idade superior há três anos pode se divertir e soltar a imaginação. A decoração traz ainda elementos do universo infantil, entre cores e brinquedos educativos, além de reunir peças de design adequadas para os pequenos.
Fornecedore: Lúmens Light.


Lounge Luz. Com assinatura de Ticiana Sanford, Bea Carneiro e Rafael Andrade, o espaço é uma área de descanso futurista, criado com a intenção de conectar o visitante a uma nova visão sobre formas alternativas e inteligentes de consumir energia. O ambiente faz ainda uma síntese entre a beleza do monocromático reluzente com a vegetação natural, transmitindo simplicidade com requinte exclusivo.
Fornecedores: Lúmens Light e Mapollis Engineering.


Espaço Gourmet. O ambiente projetado por Kel Oliveira foi pensado para ser sofisticado e inovador em design, texturas e tecnologia, mas sem abrir mão da atmosfera acolhedora e convidativa de um espaço gourmet. Por isso, a percepção e o despertar dos sentidos foram as principais inspirações da profissional, que apostou na combinação harmoniosa de diferentes materiais, como a madeira, o Dekton – pedra pré- fabricada com 40 tipos de quartzo e pó de vidro -, e parede de tijolos aparentes reaproveitados da demolição da Casa, proporcionando ao local um quê de elegância e originalidade na medida certa. As cores que norteiam o espaço variam do cinza ao preto, pontuados pelo verde musgo, presente nos tecidos e nas plantas naturais. O mobiliário assinado por Jader Almeida, reforça a valorização e a beleza do design nacional.

Fornecedores: Adrosldo Tapetes do Mundo, Empório Choça, Galpão D, Dtech e Metal Comércio.


Restaurantes Sabores do Ceará. João Jorge Melo apresentou um espaço repleto de sabores e saberes, a partir da ambientação de um restaurante que também funciona como livraria, em uma verdadeira profusão de conhecimento e gastronomia de qualidade. Antes mesmo de adentrar no espaço, o público já era surpreendido com a charmosa pérgola orgânica, que abriga mesas e banquetas para quem quiser curtir o restaurante ao ar livre. Na área interna, o toque de regionalismo ficou por conta do artesanato e das obras do artista plástico e arquiteto Stênio Burgos – inspirados nos coloridos bordados da artista Nice Firmeza -, além das obras em destaque na livraria, valorizando a literatura e a arte local. As cores, com predominância do laranja, reforçam a atmosfera alegre e convidativa do local. Fornecedores: Vetromani, Lúmens Light, Dtech e Metal Comércio.


Loja Cor da Cultura. A arquiteta Cláudia Castelo Branco buscou imprimir requinte e funcionalidade a este ambiente alinhando traços retos e uma boa dose de sofisticação. A ideia do projeto foi a de valorizar os artigos exclusivos, que vão de bolsas de palha, quadros, objetos de decoração, joias, bijuterias e outros itens que destacam o talento e a beleza do design genuinamente regional. A loja foi desenvolvida de maneira que os visitantes pudessem visualizar todas as peças à venda, a partir de uma base neutra, como forma de também manter uma unidade estética entre os produtos, expostos, em sua maior parte, em estantes vazadas com LEDs embutidos.


A iluminação, inclusive, destaca a delicadeza de cada item presente na loja. Além disso, a profissional preservou uma estética diferenciada, a partir do uso de materiais igualmente discretos e sofisticados, como o acabamento dos móveis e painéis em laccato e MDF Gianduia, o granito Cooper Dune aplicados nas bancadas, o porcelanato dos pisos e o revestimento em 3D na parede, além do charmoso jardim vertical. A união desses elementos ressalta não só as características do ambiente, como reforça a identidade dessa loja, que destaca tão bem a elegância da nossa cultura. Fornecedores: Ailec, Granos, Lúmens Light, Galpão D, Empório Choça e os artistas Sergio Helle, Roberto Dias, Carola e Nereide Figueiredo.


Café Vila das Artes. Inspirados nas galerias de arte a céu aberto de New York, bem como nas indústrias desativadas das grandes metrópoles mundiais, os designers de interiores Kaian Meira e Katinha Rodrigues e o acadêmico de arquitetura Norberto Júnior criaram um espaço inusitado e cool, trazendo para o ambiente elementos que mesclam, com bom gosto e originalidade, os estilos urbano e industrial. Assim, os profissionais apostaram em revestimentos aparentes, estruturas enferrujadas, pedaços de carvão e formas geométricas presentes no piso, por exemplo, e no mobiliário, ora retrô, ora contemporâneo, que evidenciam a proposta underground do projeto. O teto vazado em madeira, com plantas pendentes e iluminação em LED, chama atenção pelo efeito visual de um jardim suspenso, reforçando a beleza e a criatividade deste espaço que é um convite para uma boa conversa entre amigos. Fornecedores: Lúmens Light, White Stone, Vetromani, Planneje Design de Interiores e Metal Comércio.


Bar. Um bar com cara de “pub irlandês” foi a inspiração do arquiteto Diego Studart durante o processo de criação deste ambiente de ar despojado e convidativo. Tons escuros e amadeirados predominam no espaço, com tijolo semiacabado sobressaindo em algumas regiões das paredes, além do piso de ladrilho hidráulico, que contrasta a força do cinza e do preto, escolhidos para dar o tom das paredes. O teto feito com parametrização, método de corte das chapas de MDF cru, também chama atenção por ser vazado com uma rede de cipó, provocando um interessante efeito luminotécnico com as luzes que ficam acima.


Os balcões altos em pedra sintética ganharam um toque de regionalidade com os bancos com design totalmente cearense. A arte de giz direciona o olhar para a temática vintage, que ganha força com referências ao universo da cultura pop, poltrona em couro e adornos. O resultado é um bar descolado de muita personalidade e bom gosto. Fornecedores: Lúmens Design, Dtech, White Stone.


Bilheteria. Assinado por Milena Torres, Lucimary Holanda e Danielle Araripe, a bilheteria da Casa Cor Ceará 2016 alia sustentabilidade e requinte em um container. Madeiras reaproveitadas, com destaque para o balcão feito com janelas lacadas, a estante toda feita com pallets e a parede revestida com tampas de caixa de transporte de vidro blindado. Ferro, vidro, corda, papel e outros materiais são alguns dos elementos que ganharam novos significados no projeto, em um diálogo perfeito entre conforto, beleza e economia.


Também chama atenção o teto vazado em formas geométricas, criando um interessante efeito visual, e o colorido dos ladrilhos do piso do século passado contrastando com o lustre dourado rosê com cristais.


Fornecedores: Adroaldo Tapetes do Mundo, Empório Choça, Galpão D e Hunter Douglas.


Jardim do Barão. O paisagista Thiago Borges preparou um espaço com o objetivo de explorar – e valorizar – a diversidade da vegetação típica da nossa região, como carnaúbas e palmeiras, além de plantas transplantadas, com destaque para as agavas e cicas, optando pelo estilo tropical. Além do charmoso lago artificial, o jardim ganhou iluminação pontual e esculturas assinadas pelo artista plástico Célio Gurgel, criando um espaço convidativo, ideal para desfrutar do verde, em meio à arquitetura histórica do palacete.


Sala de Imprensa.
Márcia Albuquerque Sá e Magdalena Bonfim usaram um container para criar a Sala de Imprensa, incorporando elementos industriais, mas com toques clássicos, a exemplo do lustre e do belo tapete oriental. As profissionais também exploraram o diálogo entre diferentes materiais, como o piso em porcelanato, a laca branca, além do uso de papéis de parede e painéis com detalhes em alto-relevo. O espaço faz conexão com o jardim da casa por meio dos generosos panos de vidros que compõem a fachada.


Destaque, ainda, para o retrato do antigo proprietário, o Barão de Camocim, obra do artista plástico Vando Figueiredo, que homenageia o passado, ao mesmo tempo que faz um convite para apreciar o futuro.

Compartilhe.

1 comentário

Deixe Uma Resposta