NoIndex Link

Eurocucina: um espaço em mutação

0

O evento Bienal paralelo ao Salão do Móvel de Milão reúne as grandes tendências apontadas pelas principais marcas de cozinha do mundo. Aqui, alguns dos lançamentos mais inovadores, que agregam materiais de alto padrão, tecnologia de vanguarda e valorização da funcionalidade.

VISUAL MINIMALISTA. A funcionalidade recebeu atenção especial nessa edição da Eurocucina, que apresentou modelos de visual limpo, aliando estética e praticidade. O conceito foi explorado pela Scavolini para a Ilha Mia (ao lado), criada para o renomado chef italiano Carlo Cracco, num projeto de alta tecnologia e design minimalista. O bloco único com tampo de aço e portas de titânio em revestimento acetinado trouxe áreas de preparo e lavagem integradas, todas sobrepostas por uma estrutura suspensa que também abrigava um exaustor.

A cozinha Axis 012, assinada por Stefano Cavazzana para a Zampieri, une tradição e contemporaneidade, mesclando o Carvalho com diversas opções de acabamentos modernos. Destaque para as portas deslizantes acima da bancada, que escondiam os utensílios utilizados na hora de cozinhar.

BRINCAR DE ESCONDER. Tudo “escondido”! A cozinha ganhou um caráter extremamente discreto a partir de linhas que exploram a simplicidade e o armazenamento para todos os elementos, inclusive os eletros. A Valcucine apresentou a Logica Celata, um sistema de tecnologia avançada que oferece novas experiências de uso na cozinha, composto por um elemento monolítico de mecanismo inovador. A porta abre-se e revela todos os acessórios e soluções para necessidades específicas. Quando fechada, a Logica Celata se transforma num elegante mobiliário, que pode ser totalmente personalizada por desenhos incrustados no vidro.

A marca Hotpoint apresentou uma linha compacta de eletros de embutir, como a lava-louças slim de 45 cm, ideal para áreas reduzidas.

MATERIAIS NATURAIS EM EQUILÍBRIO. A presença da madeira natural em tonalidades mais fechadas surge aliada aos acabamentos repletos de expressividade. Um exemplo é a cozinha Fusion, da Lago, que apostou em um design híbrido formado por mármore, aço e vidro, encaixados em uma única peça.

A versão Terra, de Claudio Silvestrin para a Minotti, explorou o bronze fundido de forma escultural.

A Artematica Vitrum, assinada por Gabriele Centazzo para a Valcucine, combinou materiais puros em uma estrutura de alumínio.

ELEMENTOS DE PESO. O traçado geométrico e o mix de materiais finos deram peso às composições, conferindo sofisticação, personalidade e harmonia às cozinhas. O design valoriza o que há de mais essencial na função de cada elemento. A cozinha Phoenix, da Poliform, exalou simplicidade e elegância, com ilha em aço, frente em laca cinza e colunas em madeira Elmo Negro.

O Ratio é um sistema modular, no qual a estrutura em metal define o desenho dos suportes para os blocos complementares. Os volumes alternam em madeira vinda da região do Mediterrâneo e pedra natural, realçadas por fino perfil em laca grafite e iluminação interna. O projeto exclusivo é do arquiteto Vincent Van Duysen para a DADA.

O CLÁSSICO DE CARA ATUAL. O clássico nunca sai de moda. O antigo serve como referência para releituras que trazem materiais, formas e composições para um contexto contemporâneo. Assim, as cozinhas do Marchi Group apresentaram um jogo de claro e escuro em madeira lacada com acabamento em molduras, que agregou um toque provençal. Este ano, a marca adicionou a nobreza do mármore às bancadas, acentuando a sofisticação.

 

A estação da Restart – marca italiana especializada no conceito industrial-retrô – fez parte da linha Monod, produzida em ferro fundido e detalhes em latão, podendo vir em outras cores.

 

ALTA TECNOLOGIA. Os eletrodomésticos assumem um estilo mais discreto, oferecendo tecnologia avançada e interatividade do usuário, tudo para cumprir o objetivo de uma “cozinha inteligente” e conectada. A Professional Kitchen, de Antonio Citterio para Arclinea, possui estrutura integral em aço inoxidável resistente à água e ao fogo, além de várias possibilidades de acessórios internos exclusivos para otimizar o espaço.

Cooktop Nikola Tesla Switchque , da Elica, que combina indução e exaustor.

O forno elétrico Dialoggarer, da Miele, pode cozinhar diversos alimentos ao mesmo tempo, além de ser monitorado por smartphones, é mais um  dos destaques de componentes que agregam o high-tech ao ato de cozinhar.

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta