NoIndex Link

Euroluce

0

A Euroluce – mostra bienal de iluminação que ocorre durante o Salão do Móvel de Milão – exibiu lançamentos e apostas do setor, em pavilhões dedicados à criatividade e tecnologia. Neste ano, destaque para diálogo entre estilos e gerações, apresentando reedições de clássicos e uma nova estirpe de peças de design contemporâneo, com apelo ora lúdico ora oriental ora orgânico ora industrial… Confira nossa seleção!

Selva Sob Os Holofotes

01.

02.

03.

04.

05.

01. Em polietileno transparente com acabamento mate, Flash, da Studio Job para a Qeeboo, foi criada para materializar a luz; 02. Grande demais para ser um brinquedo, pequeno demais para um gorila. Kong é uma peça extraordinária, e surpreendentemente tecnológica, que projeta a luz para adiante de si. Por Stefano Giovannoni para a Qeeboo; 03. A tranquilidade das gotas de orvalho em manhãs frias de inverno em uma versão da coleção Ersa, de William Brand da Brand Van Egmond; 04. Arte, ludicidade e design unidos nas esculturais lâmpadas de resina Monkey, de Marcantonio Raimondi Malerba para a Seletti; 05. Com os itens da coleção Tobia o designer Matteo Ugolini deu vida e luz as ferramentas esquecidas do jardim, peças que agora se aventuram em outros espaços da casa. Da Karman.

Fusão Criativa

As cores foram bastante exploradas no evento, traduzindo toda uma efervescência criativa.

06.

07.

08.

 

06. Cilindros iluminados por LED são dispostos em harmonia nas diferentes versões da coleção La Lollo, que celebra a nostalgia das divas dos anos dourado. Por Lorenza Bozzoli para a Slamp; 07. Por William Brand, os lustres da coleção Eve celebram o majestoso poder da natureza que se unem aos desejos mais profundos da nossa alma. Feitas em aço, as peças são da Brand van Egmond. 08. Labirinto, Amor Paz Alegria, Bananas L’Afrique, com 160 cm de altura, as delicadas luminárias de piso da coleção The Lightning Archives, são definidas pela atenção meticulosa a cada detalhe, compondo peças que são verdadeiras e completas obras de arte. Do Studio Job para a Slamp.

Metal Reinventado

09.

10.

11,

12.

13,

09. Em homenagem a Champs-Élysées, símbolo de Paris, surge a forma dançante do L’Chandelier, feita em latão polido artesanalmente. Da Boca do Lobo; 10. Os lustres da coleção Eve celebram o poder da natureza em linhas esculturais, feitas à mão. Da Brand van Egmond; 11. O design discreto e icônico inspira envolvimento com a luminária Overlay. A peça, possui uma caneta Montblanc como interruptor, sendo ideal para os apaixonados pela escrita. Fruto do Projeto Analogia, por Emilia Serra e Andrea Mancuso para a Slamp. 12. Por Zanini de Zanine, Flora é insipirada nas exuberantes plantas da selva brasileira. O design é estruturado em torno de uma fonte de luz central que forma uma esfera esmerilhada. Para a Slamp. 13. Um labirinto de luz, vidro e metal criam uma representação dos canais venezianos na luminária Ghebo,
por Luca De Bona e Dario de Meo para a Karman.

Tecno Age

Além do esmero estético que definiu os lançamentos e as reedições apresentadas na feira, os designers também incorporaram inovações tecnológicas às criações.

14.

15.

16.

17.

14. De design futurista, que remete aos anos de 1960, a Scofield tem estrutura feita artesanalmente com latão, suporte em alumínio e lâmpadas em formato de esfera, da Delightfull; 15. A harmônica e pulsante dança das águas-vivas preenche a estrutura de aço e dossel lacado da Oiphorique, uma peça surpreendente do Atelier OÏ; 16. Com vidro soprado e corpo metálico, Kushi é dos italianos Alberto Saggia & Valerio Sommella para a Kundalini; 17. Com refletor em Satinglass esculpido à mão e base em ferro negro brilhante, Rays é uma luminária de mesa que exala feminilidade, com design de Marta Bakowski para a RocheBobois.

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta