NoIndex Link

Inspiração Gipsy

0

Muito confundido com o boho, devido às diversas afinidades estéticas entre ambos, o gipsy adentra as moradas contemporâneas e mostra que tem personalidade própria. De natureza nômade, assim como a dos ciganos, ele passeia por referências, cores e texturas variadas, compondo um mix eclético, marcado pelo despojamento. Saiba mais sobre suas origens e inspire-se em sua sofisticação despretensiosa!


CIGANO CONTEMPORÂNEO. Caracterizado pela liberdade estética, que inspira o uso de itens decorativos cheios de informação visual, o gipsy encontra o equilíbrio perfeito ao assumir uma linguagem contemporânea e sofisticada, sem abrir mão do caráter despojado do estilo de vida nômade. Na foto, os livros organizados de forma despretensiosa sobre o piso evocam o espírito livre, dando a sensação de que o espaço está em constante mudança. O sofá modular Altopiano, da Zanotta, reforça esse dinamismo, ao mesmo tempo em que traz aconchego com o alcochoado com efeito metalassê.

No ambiente acima, o contemporâneo se expressa por meio do mobiliário de estilo industrial, da Diesel, que contracena com a calidez da madeira, no piso, e com o tapete kilim, que referencia a artesanato de povos nômades da cultura oriental. Já os quadros e demais elementos decorativos são dispostos de maneira casual, fazendo um arremate despojado.

    LIVRE E LEVE. Um dos elementos-chave do estilo gipsy é o uso de texturas handmade, que entram em cena evocando um aconchego instantâneo para o décor. Nos dois recantos acima, ambos da Urban Outfitters, a tapeçaria de macramê veste as janelas, fazendo um link com o toque artesanal do tapete kilim. Objetos pessoais também ganham status decorativo, trazendo personalidade para a proposta, pontuada pelo frescor do verde. Na suíte acima, da Urban Outfitters, a neutralidade do branco destaca a roupa de cama com padrão étnico, promovendo um clima leve e multicolorido ao décor, que abraça a estética gipsy de forma sutil, chic e inesperada.

Texturas handmade, como o macramê e padrões geométricos se unem para dar vida à ambientes de alma gipsy.

PATCHWORK DE ESTILO. Influenciado por diversas tribos, o gipsy é marcado pela facilidade com que se adapta a ambientes distintos. Eclético, o estilo pode ser incorporado a diferentes cômodos e propostas de ambientação. Acima, no living da Twils, o resultado chic e despretensioso da mescla do gipsy com o urbano.

Na suíte, assinada pela Roche Bobois, o gipsy dialoga com o industrial e o neogótico de forma simples e original, sem pender para nenhum lado. Já a sala de estar da página seguinte, da Buster & Punch, a fusão entre o clássico, o contemporâneo e o gipsy ocorre de forma despretensiosa, impulsionando o uso de elementos distintos, sem compromisso formal com a estética. Aqui, o que importa é a total liberdade de criação.

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta