NoIndex Link

Japonismo

0

Das passarelas ao décor, o culto ao Oriente foi uma das fortes apostas de Milão 2017. A estética nipônica assumiu novos motivos, técnicas e uma imaginação poética e sutil, que incorpora materiais como palhinha, metais, acrílico e, claro, prints florais. Oriente-se!

Uma paisagem nipônica, em traço prateado, é cravada no espelho negro do bar cabinet da coleção Transition, de Giovanni Luca Ferreri para a Arte Veneziana. A estrutura em metal bronze dá o toque contemporâneo à peça.

O sofá faz parte da família Targa, criada pela GamFratesi para a Thonet. A peça traz estrutura de faia dobrada com uma borda de cana tecida, formando um elemento elipsoidal, estofado em veludo e pernas em latão

Elegância discreta e refinada definem o abajur WAGASA, de Servomuto para a Thonet. O papel de arroz japonês contrasta com com a cana tecida, criando uma delicada dispersão de luz

Biombo traçado em palha e acabamento em madeira branqueada na tela, de Angelo Cappellini

Com formas facetadas que lembram composições minerais e nome inspirado no vestuário japonês tradicional, a cadeira Kimono é assinada por Ramón Esteve, para a Vondom

A versão floral do Ziqqurat, armário criado pelo núcleo criativo da Dríade. Com interior laminado em preto, portas e prateleiras removíveis, a peça surge com gentis puxadores de fios de seda

 

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta