NoIndex Link

Lagom: segredo da felicidade

0

Fórmula sueca para dar mais sentido à vida, o Lagom é um convite a abrir as portas de casa ao equilíbrio por meio de sensibilidade, utilizando só o que é necessário para viver com bem-estar.


NEM POUCO, NEM MUITO. O JUSTO. Representa a essência de ser e viver da cultura sueca e se aplica aos mais diversos aspectos da existência desse povo.

Pode-se praticar lagom ao ter controle sobre as finanças, manter as relações pessoais de forma saudável, saber dosar o trabalho, andar a pé ao invés de usar o próprio carro, deixar no guarda-roupa somente peças necessárias… Pequenas atitudes dentro e fora de casa que revelam uma nova forma de encarar a vida e simplificar a rotina. Assim, o lar vai se transformando naturalmente conforme as novas posturas adotadas pelo morador e assume uma estética prazerosa, que reflete a personalidade dos habitantes até criar um espaço harmônico ideal, sempre em busca de um ambiente de paz e conforto.


ESTILO MODERADO. Segundo o povo sueco, a chave da felicidade está em manter harmonia com o mundo.


Assim, o Lagom representa um modo de vida que exalta proporcionalidade. Muitos confundem com o estilo dinamarquês Hygge, que tanto prima por aconchego. Ambos são de origem nórdica e até confundem à primeira vista, mas é fácil distingui-los: o Hygge propõe um momento de conforto dentro da rotina, já o Lagom é o próprio modo de viver o cotidiano com moderação e serenidade.


UM TOQUE DE LAGOM EM SUA CASA. Criar um ambiente de paz é o objetivo. Daí a escolha pelo desenho essencial e o uso de materiais orgânicos, como madeira, palha e linho, que nos conecta com a natureza. Os desenhos vivos, estampas florais, listras e telas também desempenham papel importante na hora de compor espaços harmoniosos e cálidos. Objetos decorativos, tapetes e almofadas direcionam os pontos de atenção com personalidade.


Embora as cores utilizadas sejam tipicamente neutras não significa ser um estilo desprovido de expressão. Os tons de cinza também são bem-vindos, assim como alguns detalhes de preto.

Outro fator importante no Lagom é a iluminação, que tanto tira proveito da luz natural em abundância como de focos, candelabros e velas para um clima intimista. A cozinha é superimportante nesse conceito, já que tudo deve ser na medida exata do consumo diário. Daí o uso de prateleiras no lugar de armários, numa aparência mais organizada e necessária à rotina do dia a dia. Em uma sociedade em mudança permanente, o Lagom motiva a gerar menos desperdício – de alimento e dinheiro – e caminhar em direção à desintoxicação capitalista.

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta