NoIndex Link

The Inter Lace

0

É impossível ser feliz sozinho”, já dizia Tom Jobim. Seguindo essa premissa, The Interlace, projetado pelo arquiteto Ole Scheeren, ganhou um dos mais importantes prêmios da arquitetura mundial, o World Architecture Festival (WAF). O projeto, que traz à tona a importância de viver em comunidade, desconstrói as claustrofóbicas torres verticais isoladas e é considerado um dos mais bem-sucedidos de Scheeren por fugir dos padrões convencionais utilizados nos empreendimentos residenciais de Singapura. Ele investe em um formato geometricamente inovador, com 31 blocos empilhados, que se entrelaçam com um arranjo hexagonal para criar uma miríade de espaços exteriores, em vários níveis, privados e partilhados. Segundo o arquiteto, a proposta do Interlace é transformar o isolamento vertical dos prédios convencionais em uma conexão horizontal que possa facilitar a convivência e recuperar o senso de comunidade, qualidade esquecida no mundo moderno, que prima pelo individualismo. O complexo habitacional é parte da natureza na qual se insere. O verde está por todo lado, trazendo vida e beleza aos jardins de cobertura, aos terraços ajardinados, às varandas em cascata e, claro, nas áreas comuns. O Interlace vai além de um projeto arquitetônico ou artístico. Ele materializa a fusão entre a privacidade, o sossego das construções contemporâneas e os espaços para interação social e atividades compartilhadas que remetem ao bucólico, proporcionando a seus moradores uma experiência única de viver em comunidade, sem a perda da individualidade.

O ambicioso projeto traz uma reinterpretação arquitetônica radical da vida contemporânea em comunidade.

 

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta